segunda-feira, 21 de julho de 2014

AS IDEIAS, O IDEAL: EDUARDO MARINHO - REALIDADE, SENTIMENTO E A FALSA INFERIORIDADE DOS POBR...

domingo, 20 de julho de 2014

Amor de verdade é como a água: transparente, forte e sempre está no horizonte


É sobre o amor verdadeiro estes pensamentos. Você poderia mover o céu e a terra. Você poderia andar quilômetros e nunca parar de querer. O verdadeiro amor é quando você morreria por alguém, sem titubear. Hoje em dia é difícil acontecer ou sempre foi. 
As pessoas de um modo geral criticam os relacionamentos, são imediatistas, querem o sexo e não o romance. Querem o resultado e não a jornada. 

Mas há alguns loucos com coragem para amar até exaurir o coração. Eu quero crer que pertenço a essa classe de gente que acredita no amor, que vive e respira o amor, sempre.

 Existe um filme alternativo “In July” que em essência pode ser resumido na frase que a protagonista lança e que gostaria de ouvir:


Meu grande amor, viajei por quilômetros, atravessei rios e movi montanhas. Sofri e suportei agonias, resisti a tentações, segui o sol e por isso estou perante você, para dizer eu te amo.


sábado, 19 de julho de 2014

Receita de Guacamole

Eu precisava compartilhar ao menos a receita de uma iguaria bastante apreciada no México: a guacamole.

Ingredientes:
2 abacates descascados e sem caroço
1 xícara de tomates picados
¼ de xícara de cebola picada
¼ de xícara de coentro picado
2 colheres de sopa de suco de limão
1 pimenta jalapeño sem semente e picada
sal e pimenta do reino a gosto

Modo de fazer:
Amasse os abacates até obter uma massa cremosa.
Misture bem os demais ingredientes, tempere com sal e pimenta.

Fica uma delícia, experimente!

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Não é fácil. Nada é fácil. Ninguém disse que seria fácil.

Eu sempre penso sobre o caminho que estou trilhando no momento. Para mim, descobrir o caminho que devo trilhar e fazê-lo sem arrependimentos está longe de ser algo fácil. Sei que cada decisão que tomo muda radicalmente o meu futuro. E se eu não tivesse feito tal coisa? Estou tão inexoravelmente aqui, sem ter certeza de absolutamente nada. Afinal, nada é fácil, se fosse talvez não fizesse muito sentido. Sempre penso "e se"... Mas "e se" não traz nenhum resultado. Além disso ninguém nos disse que essa jornada seria fácil. Cada passo um novo rumo, um novo horizonte...

Vista da avenida no centro histórico da Cidade do México
Fonte: arquivo pessoal, 2012

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Meteoritos de Chihuahua, México

Na capital do México há meteoritos trazidos de Chihuahua, pesando entre 6 e 14 toneladas. Algo muito interessante de observar, pensar sobre, pois eram meteoros que um belo dia invadiram nossa órbita, enfrentando a vaporização do contato com nossa atmosfera e caíram, imagino estrondosamente, nas terras mexicanas.
Os meteoritos foram descobertos em 1600 e 1852 e ficam em exposição pública permanente no Palácio dos Minerais, Cidade do México (capital mexicana). 
Vale a pena conferir!

Meteoro, Palácio dos minerais, cidade do México
Fonte: arquivo pessoal, 2012

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Guardar sentimentos gera ressentimento!

Muitas vezes não vivemos na felicidade, mas pode a felicidade viver em nós. Eu normalmente não guardo meus sentimentos, eu os extravaso. Deixar fluir o que se sente libera espaço para outras emoções, não negativas, limpa a gente mesmo. Falo apenas por experiência. Quando abro meu coração e transbordo consigo recobrar e começar de novo, posso sorrir novamente. Apenas um sorriso pode fazer o dia de uma pessoa.
Então, somente é preciso abrir o coração, sorrir e dar amor sem pedir nada em troca, pois quando esperamos corremos o risco de não sermos atendidos na medida que queremos. Nada de guardar sentimentos, gastar os sentimentos, pois de onde eles vêm tem muito mais, é uma produção infinita. Também o amor é uma fonte inesgotável de sensações boas. Ame, sinta e seja feliz!
 
Mahahual [linda!], México, Quintana Roo
Fonte: arquivo pessoal, 2012

quinta-feira, 10 de julho de 2014

O que é especial na vida: Mahahual, México

A imagem de Mahahual mostra um ambiente bucólico e de completa descontração. Esse local me trouxe muita paz sempre e permite hoje algumas reflexões, como "o que é especial na vida?" 
Para além de desejos ou vontades, creio que o destino da gente está profundamente relacionado com o passado e com as experiências, que formam o que somos, nos fazem crescer e amadurecer. E isso tudo faz o desenho do que realmente é especial na vida de cada um. Mahahual é especial para mim, quente como um forno, mas lindo como o paraíso.
Queria poder ter outra vida só para desfrutar toda uma existência num lugar tão mas tão lindo como esse.
O que é especial em sua vida? Valorize isso, cada segundo. Deixe o piloto automático desligado nos momentos importantes, a gente nunca sabe quando termina.

Porto em Mahahual.
Fonte: arquivo pessoal, 2012

domingo, 6 de julho de 2014

Saiba o que você não quer e consiga o que você deseja.

Quando estamos em um relacionamento a confiança precisa existir, no entanto, algumas vezes, não há como ter certeza de nada. Talvez na maioria das vezes.
É engraçado que tudo que ouvimos como "quando você passar por isso vai entender", acaba se tornando realidade.
Um ensinamento budista bem forte na minha vida é a certeza: a certeza da terra sob meus pés e do céu sobre a minha cabeça. Uma verdade quase absoluta.
Nós aprendemos muito com a experiência, passando e vencendo dificuldades, mas aprendemos também por meio dos ensinamentos dos mestres.  Para conseguir viver o que queremos primeiro precisamos saber o que não queremos, saber dizer não para o que não nos é  realmente importante. Na realidade, até que a gente consiga dizer não para o que finalmente compreendemos que não queremos em nossa vida, não é possível aceitar e dizer sim ao que quereremos.
A capacidade de dizer não ao que já se sabe que não se quer, ajuda a ensinar a dizer o sim  para o que desejamos.
Tem muitas coisas que eu quero fazer e agora já sei o que não quero em minha vida. Isso tira um peso enorme e permite uma vida melhor.
Apenas um pensamento nesta noite fria de inverno e algumas palavras (confiança, o que eu quero e o que eu não quero).
Deixo uma imagem do pôr do sol no Boulevard, em Chetumal (Quintana Roo, México) para contemplar.


Mar do Caribe em Chetumal/México.
 Fonte: Arquivo pessoal, 2012

sexta-feira, 4 de julho de 2014

O coração é apenas uma criança

De uma linda canção em Hindi (Dil toh bacha hai ji). Significa que o coração é inocente e alegre, experimenta, é curioso... 
Cada dia de nossa vida é uma aventura e ao mesmo tempo uma experiência única, desde que nos permitamos.
O nosso coração dá tanta importância para tudo, faz tanto barulho. Nunca envelhece.

Todas as filosofias dizem da importância do cérebro e eu penso que o mais importante é o coração. 
Qual a melhor maneira de fazer uma criança feliz? Deixá-la viver e experienciar.
Um cantor paquistanês que tem uma voz incrível para curtir!

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Correria do cotidiano, necessidade de ir devagar

A máxima de que há um tempo para tudo na vida ainda tem validade... O cotidiano nos enterra e deixa pouco espaço para as coisas que realmente importam.
Hoje eu percebo que os dias mais felizes da minha vida definitivamente não foram dias em que eu estava correndo aqui e ali para resolver coisas 'urgentes' e 'inadiáveis', ao contrário, foram momentos em que me permiti um tempo para não fazer nada. Para observar a natureza, para bater um papo animado, sem pensar no próprio tempo.
Tenho lido alguma coisa sobre anarquia e cada vez mais chego à conclusão de que essa organização de vida que a sociedade criou não é boa para nós.
Vou tirar meus minutos do dia agorinha para não fazer absolutamente nada e sentir que sou humana.  Não é um ótimo programa?
Acho que combina com essa 'vibe' o trecho do poema do Pessoa, pelo menos a parte em que fala 'adia-te, presente absoluto':
Hoje não me resta, em vésperas de viagem, 
Com a mala aberta esperando a arrumação adiada, 
Sentado na cadeira em companhia com as camisas que não cabem, 
Hoje não me resta (à parte o incômodo de estar assim sentado) 
Senão saber isto: 
Grandes são os desertos, e tudo é deserto. 
Grande é a vida, e não vale a pena haver vida, 

Arrumo melhor a mala com os olhos de pensar em arrumar 
Que com arrumação das mãos factícias (e creio que digo bem) 
Acendo o cigarro para adiar a viagem, 
Para adiar todas as viagens. 
Para adiar o universo inteiro. 

Volta amanhã, realidade! 
Basta por hoje, gentes! 
Adia-te, presente absoluto! 
Mais vale não ser que ser assim. 

Comprem chocolates à criança a quem sucedi por erro, 
E tirem a tabuleta porque amanhã é infinito. 

Mas tenho que arrumar mala, 
Tenho por força que arrumar a mala, 
A mala. 

Não posso levar as camisas na hipótese e a mala na razão. 
Sim, toda a vida tenho tido que arrumar a mala. 
Mas também, toda a vida, tenho ficado sentado sobre o canto das camisas empilhadas, 
A ruminar, como um boi que não chegou a Ápis, destino. 

Tenho que arrumar a mala de ser. 
Tenho que existir a arrumar malas. 
A cinza do cigarro cai sobre a camisa de cima do monte. 
Olho para o lado, verifico que estou a dormir. 
Sei só que tenho que arrumar a mala, 
E que os desertos são grandes e tudo é deserto, 
E qualquer parábola a respeito disto, mas dessa é que já me esqueci. 

Ergo-me de repente todos os Césares. 
Vou definitivamente arrumar a mala. 
Arre, hei de arrumá-la e fechá-la; 
Hei de vê-la levar de aqui, 
Hei de existir independentemente dela. 

Grandes são os desertos e tudo é deserto, 
Salvo erro, naturalmente. 
Pobre da alma humana com oásis só no deserto ao lado! 

Mais vale arrumar a mala. 
Fim. (fonte: http://www.fpessoa.com.ar/poesias.asp?Poesia=005)


Como se conhece alguém? O pequeno príncipe e as formas de conhecer pessoas...

Vou colocar um trecho da Obra de Saint-Exupéry, já deve ser notório que amo. Que fala sobre como se conhece alguém de verdade...

“As pessoas grandes adoram os números. Quando a gente lhes fala de um novo amigo, elas jamais se informam do essencial. Não perguntam nunca: «Qual é o som da sua voz ? Quais os brinquedos que prefere ? Será que ele coleciona borboletas ?». Mas perguntam : «Qual a sua idade ? Quantos irmãos ele tem ? Quanto pesa ? Quanto ganha seu pai ?». Somente então é que elas julgam conhecê-lo. Se dissermos às pessoas grandes: « Vi uma bela casa de tijolos cor-de-rosa, gerânios na janela, pombas no telhado... » elas não conseguem, de modo nenhum, fazer uma idéia da casa. É preciso dizer-lhes: « Vi uma casa de seiscentos contos ». Então elas exclamam: « Que beleza ! »” (O Pequeno Príncipe, capítulo IV)

Eu concordo com Exupéry, as 'pessoas grandes' não sabem conhecer um amigo...

Boa noite!

terça-feira, 1 de julho de 2014

Diga-me o que é a verdadeira felicidade para você?

A ideia não é afastar-me da concepção original do blog, de falar sobre as maravilhas do México, mas me ocorreu essa pergunta quando organizava meus pensamentos sobre as aventuras que tive lá.
Um dos ensinamento budistas é que todas as pessoas procuram a felicidade e evitar a dor.
Mas o que é a verdadeira felicidade para você? Talvez uma brincadeira em família, uma viagem, contemplar o oceano, um esporte, às vezes até ficar ocioso com quem se ama...
É em busca dessa felicidade que a gente corre atrás todos os dias. 
A jornada em busca da felicidade sempre mostra outros horizontes...


Céu de Chetumal ao pôr do sol. Fonte: arquivo pessoal, 2012

Agora só para colocar uma pimentinha, eu li em algum momento que a felicidade, "se dentro de você não puder encontrar, não há lugar no mundo que irá achar". Será? 
As praias de Laguna de Bacalar e de Mahahual sempre disseram o contrário... :D

Revisão de texto: gramatical e a importância da leitura


Revisão de Texto

A necessidade de revisão de texto decorre de demandas 
diversas, originadas no estabelecimento de ensino ou mesmo em 
sua vida profissional ou cotidiana.
Quem tem dificuldades com a escrita pode desenvolver seu 
potencial ao ampliar as leituras diárias, ou seja, quanto mais você lê, 
melhor sua escrita fica.
A leitura não precisa ser iniciada com Machado de Assis ou 
grandes autores, também conhecidos como cânones da literatura 
brasileira e mundial. Qualquer tipo de leitura pela qual haja um interesse 
como revista, artigos em jornal, história em quadrinhos, pode 
possibilitar o seu gosto pela leitura. Com o tempo e a prática você 
amplia seus horizontes!
Duas dicas para quem quer desenvolver o hábito e o gosto de ler, 
mas ainda não tem coragem de pegar uma obra de 300 ou mais páginas:

“O Pequeno Príncipe” de Antoine de Saint-Exupéry

“Destrua Este Diário” de Keri Smith

No entanto, quando não há tempo suficiente para resolver todas as 
dúvidas da escrita em Língua Portuguesa, o importante é ter a quem 
recorrer com a certeza de uma revisão bem feita e as melhores 
sugestões para aprimoramento de seu material.