Outros escritos: Precários e trágicos

O ser humano é precário, precário por ser frágil e trágico pois vive sua vida como uma peça de teatro: um drama. Às vezes, não passa de comédia, mas o drama fica implícito. 
O ensinamento do budismo revela a transitoriedade ou brevidade, se desejar, da vida. Por isso a necessidade de aproveitar cada momento, de explorar cada possibilidade do agora.
Postar um comentário