sábado, 10 de maio de 2014

Chegada no aeroporto de Cidade do México

       Posso dizer que a chegada foi muito tranquila. Que o que mais me chamou a atenção foram os cães farejadores  passando por nós e cheirando pessoas e bagagens. 

Foto dos cães, do site: http://info7.mx/

       No posto de imigração perdi alguns minutos, nada significativo, mas a sensação é de que os funcionários buscam ter certeza de que a chegada no México não é uma desculpa para entrar nos EUA. Perguntas triviais do tipo: objetivo da viagem (turismo), já esteve aqui? (não), tem reserva em hotel (sim, Hotel Planeta), Pretende ficar quanto tempo (um mês...), tem dinheiro (essa pergunta é a mais importante, após isso o seu passaporte é carimbado com o visto).  Com esse tempo 'perdido' em 'la migra' restou minha bagagem sozinha, esperando por mim. Ok, havia resolvido grande parte da apreensão da chegada: não perder a bagagem... E, claro, obter o visto para entrada no país.
Detalhe: leve caneta consigo, pois o oficial da imigração não vai emprestar! Tive de correr e pedir para qualquer pessoa e graças  a Deus um ser humano boníssimo emprestou uma que, inclusive, trouxe na minha volta ao Brasil. :) 

Postar um comentário